Ciência e lixo espacial

30 04 2008

Ao longo dos tempos a ciência tem evoluído e, à medida que o tempo avança, as descobertas científicas influenciam-nos cada vez mais. Na verdade, este desenvolvimento chegou a um ponto onde o desequilíbrio entre os prejuízos e os benefícios põe em causa a continuidade da espécie humana.

Um dos prejuízos é o lixo espacial ou poluição orbital, ou seja, os resíduos de tamanhos e formas variadas que orbitam em torno do planeta Terra. Estima-se que existam entre 30.000 e 70.000 resíduos e que tenham entre 1 a 10 centímetros; mas não se iludam pelo tamanho, pois cada um destes pequenos resíduos desloca-se a uma velocidade impressionante e pode perfurar um fato de um astronauta ou ainda provocar danos graves em instrumentos de pesquisa espacial. Como exemplos da poluição orbital temos lascas de tinta, parafusos, satélites desactivados, estágios de foguetes, ferramentas…

Hoje em dia até já existe poluição lunar, isto é, os resíduos de tamanhos e formas variadas que orbitam em torno da Lua, resultantes da “desnorteada” exploração espacial.

A poluição orbital tem muitos contras, pois pode impedir o lançamento e funcionamento de instrumentos de pesquisa espacial, pode provocar o aumento da radioactividade nos estratos mais altos da atmosfera e ainda estamos em perigo de que algum desses detritos nos caia em cima da cabeça (o que ainda não aconteceu graças à atmosfera que nos protege).

Na minha opinião a poluição orbital vai sempre existir e vai ser muito difícil pará-la, pois é graças aos satélites que temos Internet e que é possível falar ao telemóvel entre o Egipto e o Everest. Quando um desses satélites fica desactivado, o Homem trata de colocar outro no espaço. Então surge uma questão: “Será que para diminuirmos a poluição orbital, temos também que diminuir a qualidade de vida que tanto nos custou a ganhar?


Ações

Information

One response

5 11 2009
PORTUGAL :: Escola Secundária da Lousa » Poluição orbital

[…] No entanto, a tentativa de “conquista” do espaço fez surgir um novo tipo de lixo – Poluição Orbital. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: